domingo, 24 de agosto de 2014

Il Capitale Umano (2014)

Uma realização franco italiana premiadíssima na Itália (ao lado do A Grande Beleza, do Sorrentino), Il Capitale Umano tem uma trama intrincada e inteligente que nos deixa exclamando alto, quando termina: “Excelente! Excelente!”

O filme tem três capítulos que contam a mesma história sobre a ótica de três diferentes personagens.

O plano central, a partir do qual se desenrolam os enredos, são duas famílias italianas, uma de classe média e outra de classe alta, cujos filhos adolescentes estariam namorando.

O filme começa com Dino Ossola (Fabrizio Bentivoglio), o pai de Serena (Matilde Gioli) levando-a a mansão da família do namorado, Massimiliano (Guglielmo Pinelli), e acabando por penhorar sua casa para investir nos fundos da família, após um joguinho de tênis, no qual um parceiro dos ricaços faltara e para o qual o oportunista se escalara.

Adaptação do próprio diretor, Paolo Virzì, o filme é baseado no livro de Stephen Amidon, que tem o mesmo nome.

Na família de Dino, sua segunda esposa Roberta (Valeria Golino) é psicóloga e anuncia que está grávida de gêmeos. A filha de DinoSerena, está desencantada com o namorado rico e se envolve com Luca Ambrosini (Giovanni Anzaldo), um jovem problemático e suicida que conhece na sala de espera do consultório da madrasta Roberta.

O patriarca da família BernaschiGiovanni (Fabrizio Gifuni), está preocupado com a queda brusca das ações do fundo Bernaschi, enquanto sua esposa Carla (Valeria Bruni Tedeschi), compra um teatro e tem um caso com o professor Donato Russomanno (Luigi Lo Cascio).

Queda brusca das ações no fundo Bernaschi – aquele no qual Dino penhorou a casa para poder investir e ai se fecha o círculo central do filme.

O recheio deste círculo, entretanto, é o atropelamento de um ciclista, atribuído, ora ao filho da família rica, ora a filha da família pobre, cuja verdade vai sendo desvendada, paulatinamente, no transcorrer dos três capítulos do filme.

As misérias humanas também vão sendo reveladas ao tempo em que a verdade se descortina:

O seguro da do carro de Massimiliano negociou com a família de Fabrizio Lupi, vítima do acidente, um ressarcimento no valor de €218.976 mil. Valores como esses são calculados com base em parâmetros como: expectativa de vida, capacidade para o trabalho e a quantidade e qualidade dos lações afetivos. Os avaliadores de seguro o chamam de CAPITAL HUMANO”.

BRAVÍSSIM@S TOD@S! Do realizador Paolo Virzì ao mais secundário no elenco, tudo reflete com coerência um drama coeso e impecável no qual estão inseridas as misérias humanas, no mais particular, operístico e delicioso jeito italiano de fazer cinema.

Eu super recomendo. 

Confira o trailler:

video